#DicaSantanense ➡️ Comprar em brechó é o novo habito de consumo ☺️
De tempos em tempos, a moda vai se reinventando e fortalecendo novos comportamentos de consumo e o consumo consciente está cada vez mais forte.
.
Dentro deste movimento, peças que você considera que não são mais atuais ou adequadas a seu estilo, podem ser atuais e adequadas a outras pessoas. Essa “troca”, além de ser mais sustentável, entra no conceito de moda circular, ressignificando a forma de consumir moda e de se ter um estilo mais personalizado e único.
.
Este movimento de consumo mais consciente,faz com que os brechós, sejam os mais novos queridinhos do momento. Não é mesmo? 🥰
.
Essa mudança de atitude onde, ser fashion é muito mais que usar o que está na tendência ou o que foi desfilado em passarelas, se deve a:
• Valorização do estilo pessoal;
• Preocupação maior com a consciência ambiental e preservação do planeta;
• Preocupação em evitar desperdícios e com o impacto de suas atitudes no planeta.
.
Os brechós surgiram no século 19, dizem que depois da gripe espanhola, pois as pessoas começaram a vender as peças de seus entes queridos que não sobreviveram. Há quem diga que sua origem foi no mercado de pulgas em Saint-Quen, subúrbio de Paris, feiras de ruas que vendiam de tudo. Outros dizem que foi após a crise financeira causada pelas grandes guerras mundiais.
.
Aqui no Brasil, aliás, foi um português no Rio de Janeiro, de nome Belchior, que vendia objetos e roupas usadas no século 19, e dizem que do nome de sua loja, Casa Belchior, originou-se o termo brechó.
.
Se exclusividade é o que você procura, a #DicaSantanense de hoje é:
• Valorize seu estilo, afinal estar na moda é exatamente isso 😜
• Dê um up no seu visual. Seja único. Seja você 🙃
• Aposte no vintage 😉
• Pratique a moda consciente e a economia circular 👊
• Visite um brechó 🚶‍♀️

Compartilhar:

Compartilhar
Compartilhar
Compartilhar

X

X

pt_BR